SIMPLES NACIONAL - REPRESENTANTES COMERCIAIS

Prezado(a) cliente.

A JFSantos Contabilidade tem novidade oficiais a respeito do Simples Nacional para Representantes Comerciais para o ano de 2018, e gostaríamos de passar para você.

A partir de 2018, a atividade de representação comercial poderá se enquadrar no anexo III do Simples Nacional, onde a alíquota é de apenas 6%, desde que a razão entre a folha de salários e a receita bruta da pessoa jurídica seja igual ou superior a 28% (vinte e oito por cento).  Até 2017, a atividade de representação comercial estava no Anexo VI onde a alíquota de 16,93% é superior ao Lucro Presumido. Ou seja, uma empresa de representação comercial poderia sim se enquadrar no Simples Nacional, só não valia a pena. Com essa mudança recente, a partir de 2018 a forma de calcular a alíquota da empresa de representação comercial no Simples ficou condicionada ao faturamento e às despesas com folha de pagamento, o que possibilitou essa redução na carga tributária, em alguns casos.   

Isso é uma excelente notícia para a classe. Uma verdadeira vitória para os representantes comerciais, visto que haverá a possibilidade de uma redução significativa na carga tributária (impostos).

É lógico que para a empresa se enquadrar no Simples Nacional e no Anexo III precisará passar por algumas regras criadas pela Receita Federal. A JFSantos Contabilidade já está preparando uma simulação detalhada e exclusiva de sua empresa com todas as informações necessárias para essa tomada de decisão. Em breve você receberá essa simulação, dizendo se sua empresa está apta a optar pelo Simples e se valerá a pena optar. Caso haja um impeditivo por parte de sua empresa, iremos mencionar o que está impedindo e daremos uma sugestão para solução do problema.

Fique tranquilo que a JFSantos Contabilidade está trabalhando com todos nossos esforços para passar informações e auxiliá-los nessa tomada de decisão.

Nesse momento, de forma resumida, segue uma simulação para você entender o cálculo que será adotado pela RFB. Esse cálculo que nos dirá se vale ou não a pena optar pelo Simples.

Vamos lá! Segue abaixo uma simulação para três empresa com faturamentos distintos, para você entender o funcionamento dessa novidade.

Em todos os exemplos vou simular com as seguintes informações:

  • Empresário tem uma retirada de apenas um salário: R$ 937,00.
  • Empresário paga a GPS (contribuição previdenciária) sob 1 salário mínimo, ou seja R$ 290,47, que é justamente os 31% sob a retirada do sócio.
  • Ou seja, a folha de salários da empresa é de R$ 1.227,47, que é justamente a soma dos dois valores citados acima.

Simulação 1)

Empresa fatura em média 3.000,00 por mês e tem um gasto de 1.227,47 com folha de salários.

Razão = 1.227,47 / 3.000

Razão = 0,40

Nesse caso, a razão foi de 40% e portanto seria vantagem optar pelo Simples Nacional, pois será enquadrada no anexo III com 6% de alíquota.

 

Simulação 2)

Empresa fatura em média 4.000,00 por mês e tem um gasto de 1.227,47 com folha de salários.

Razão = 1.227,47 / 4.000

Razão = 0,30

Nesse caso, a razão foi de 30% e portanto seria vantagem optar pelo Simples Nacional, pois será enquadrada no anexo III com 6% de alíquota.

 

Simulação 3)

Empresa fatura em média 5.000,00 por mês e tem um gasto de 1.227,47 com folha de salários.

Razão = 1.227,47 / 5.000

Razão = 0,24

Nesse caso, a razão foi de 24% e portanto seria vantagem optar pelo Lucro Presumido, pois nesse caso a empresa enquadraria no anexo V onde a alíquota é de 15,5%, maior do que a alíquota do Lucro Presumido que gira em torno de 13,33%.


Como é de se notar, as empresas com faturamento menor poderão ser as maiores beneficiadas por essa nova regra, visto que a razão entre a folha e o faturamento ficará na maioria das vezes igual ou superior aos 28%.

Já as empresas com faturamento maior, para se tornar vantajoso será necessário ter uma retirada e consequentemente uma contribuição com  a previdência social em um valor maior. Fazendo que a razão fique superior aos 28%. Mas se for o caso da sua empresa, será tratado de forma individual com você.

Aguarde, em breve enviaremos mais novidades!

 

Atenciosamente,

JFSantos Contabilidade